David Uip: Retomada das atividades depende do comportamento do coronavírus

Por Jovem Pan 23/04/2020 08h58

O infectologista David Uip, que também é o coordenador do Centro de Contingência do coronavírus do Estado de São Paulo, relatou a preocupante situação dos hospitais estaduais no enfrentamento à pandemia e a relação com a retomada das atividades econômicas, que deve acontecer a partir do dia 11 de maio.

Em entrevista ao Jornal da Manhã, Uip citou que o plano de flexibilização da quarentena apresentado na última quarta-feira (23) pela equipe de João Doria vai ser perseguido e cumprido, mas lembrou que o que baliza as decisões estaduais é a curva epidemiológica da doença.

“Nós, como Centro de Contingência, fazemos estudos de estatísticas e epidemiologia para subsidiar o governo nas suas decisões. Da mesma forma acontece com o comitê econômico. Daqui até o dia 11 de maio temos quase duas semanas e a reabertura vai depender do comportamento do vírus e da capacidade do SUS.”

Uip ressaltou que são muitos os fatores comandados pelo vírus, que apesar de estar registrando aumento nos casos todos os dias ainda não superlotou os hospitais — apesar da alta porcentagem de ocupação no Emílio Ribas e no Hospital das Clínicas.

Ele atribui a isso à quarentena, que ao abaixar a curva conseguiu evitar um pico mais agudo. O que também justifica porque a chega do coronavírus ao interior foi retardada.

“Ao mesmo tempo que a entrada do vírus no interior foi mais lenta, ontem nós tivemos 219 municípios com coronavírus diagnosticado e pelo menos 100 haviam registrado óbitos. Precisamos ter cautela porque o avanço está lentificado pelas decisões tomadas na região metropolitana.”

Estrutura do Estado

Ele lembrou que 80% das cidades que compõem o Estado tem menos de 30 mil habitantes — e isso pode significar menos estrutura para lidar com a covid-19. “O fato desses lugares não terem hospital de porte causa preocupação. O Estado de São Paulo tem uma estrutura hospitalar robusta, mas que está pressionada.”

“A estrutura do Estado é mais sólida, mas isso não significa que vai dar conta. O SUS é muito competente, mas é mal remunerado e tem pouco investimento”, explicou. De acordo com o infectologista, ter zerado a fila de testes, que chegou a ter até 17 mil parados, é um ótimo avanço.

“A rede de São Paulo está bem montada: temos o Adolfo Lutz, o Instituto Butantan, grandes universidades e laboratórios privados realizando os exames. Ter esses resultados em tempo real é fundamental, principalmente para gerenciar UTIs e conhecer como que está a disseminação do vírus no Estado.”

DEIXE COMENTÁRIO

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Nós usamos cookies neste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies, Política de privacidade e nossos Termos de Uso.
WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: