Uso de máscara e isolamento social são primordiais para bloquear disseminação do COVID-19, segundo técnicos do Comitê de Assis

Em reunião realizada na manhã dessa segunda-feira, 20, por videoconferência, a equipe que compõe o Comitê de Contingenciamento e Enfrentamento do Coronavírus do Município de Assis recomenda o isolamento social e o uso de máscara para sair à rua ou ao trabalho como maneiras eficazes de evitar a disseminação da doença na cidade.

Em relação ao isolamento social, segundo a professora doutora Shirlene Pavelqueires “esse é o principal meio que existe para evitar a transmissão do vírus e grande número de pessoas serem contaminadas e comprometer a taxa de ocupação hospitalar da cidade. O comportamento desse vírus em Assis, portanto, vai depender do comportamento da sociedade”.

Quanto ao isolamento em Assis, ele se mostra abaixo do ideal que é 70%. Segundo o Sistema de Monitoramento de Isolamento, programa do Governo do Estado de São Paulo em parceria com as operadoras de telefonia celular, Assis teve seu menor índice de isolamento em 12 de março com 31%. Depois o índice começou a subir e atingiu seu ápice em 10 de abril, que foi de 60%. A partir de então, os percentuais voltaram a cair, chegando a 48% no dia 15. Desde então, os assisenses recuaram um pouco e no dia 19 chegou em 57% de isolamento.

Com relação ao uso de máscara, o médico doutor Marcelo Demian diz: “é recomendado seu uso por todas as pessoas que precisem sair de dentro de suas casas. “Nossa cidade está atenta aos cuidados, mas precisamos de mais cuidados para que a doença não avance . Muitos precisam sair de suas casas, isso é inevitável, mas que se protejam, além de todos os protocolos de higiene, com o uso da máscara”.

As máscaras podem ser simples, de confecção caseira, com custo muito menor e fáceis de fazer, e sempre que for usada deve ser lavada para próximo uso. “Nós recomendamos o uso de máscaras caseiras, que podem ser feitas em casa, mesmo porque precisamos reservar as máscaras cirúrgicas para os profissionais de saúde. O uso da máscara é fundamental, assim como o isolamento. Isso vai nos salvar, pois com essas medidas podemos manter a curva achatada”, diz Adriano Romagnoli, secretário Municipal da Saúde.

Todos o técnicos que participaram da reunião foram unânimes de que o isolamento social e o uso da máscara são primordiais e não discordam da preocupação do Governo do Estado, inclusive com a prorrogação da reabertura do comércio. Sobre isso, a ACIA, através de Nilson Melo, propôs ao prefeito José Fernandes que oficie o governador para flexibilizar a abertura do comércio, visto que o prefeito José Fernandes, que também participou da reunião, esclareceu que deve obedecer ao Decreto sob pena de incorrer em crime de responsabilidade administrativa.

“Eu estou muito sensibilizado com o drama que se encontram nossos comerciantes. Estamos vendo que muitos já estão sendo prejudicados e terão dificuldades para passar esse período de pandemia, mas eu sou obrigado a seguir o Decreto do governador, mesmo porque o Ministério Público do Estado de São Paulo já determinou aos prefeitos que obedeçam ao Decreto Estadual. Eu entendo que Assis tem particularidades que precisariam ser analisadas pelo nosso governador, mas nesse momento não posso flexibilizar. Tenho que fazer cumprir o Decreto Estadual”, diz o prefeito.

DEIXE COMENTÁRIO

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: