Brasil se prepara para ‘lockdown’ de três meses, diz Mansueto

JOVEM PAN – O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, reafirmou que o Tesouro tem um colchão de liquidez, que não passa por dificuldades para se financiar e que, após a crise, voltará a captar. “Estamos muito bem. Não temos pressa de ir a mercado. Não há problema de financiamento”, garantiu.

De acordo com o secretário, fica claro que alguns países devem entrar em uma recessão, porém a queda no PIB brasileiro, no momento, é ainda uma incógnita. “Devemos aproveitar esse período de crise para economizar lá na frente e termos fôlego para uma próxima crise.”

Mansueta também afirmou que é evidente que Estados e municípios necessitem de ajuda. No entanto, ponderou que é preciso haver diálogo para que essa ajuda seja por um tempo certo. Para ele, o ideal é o apoio aconteça por três meses e, se necessário, o assunto volte a ser debatido.

“É claro que governadores e prefeitos precisam de ajuda, e não por um período que possa comprometer. Não há embate com Congresso, mas há visões diferentes. Temos de respeitar posições divergentes, sentarmos para chegarmos a um meio termo. A diferença entre nós, uma delas, é por quanto tempo deve perdurar essa ajuda”, descreveu.

O secretário disse ainda que o Brasil está preparando para um “lockdown” de três meses e que nenhum país ficou isolado por mais tempo. “Nenhum está colocando um ‘lockdown’ tão grande. Estamos nos preparando para três meses. Se for necessário, ampliaremos”, disse.

Mansueto também reconheceu a importância das privatizações no país, mas ponderou que é preciso reconhecer também a eficiência de cada instituição, seja ela pública ou privada, antes de tomar qualquer decisão.

“A pergunta chave é se o serviço está conseguindo fazer seu trabalho de forma adequada. Não podemos ter preconceito por uma instituição ser pública ou privada. O que não é necessário é ter cinco, dez bancos públicos”, afirmou, em entrevista à Globo News.

A respeito do assunto, o ministro da economia, Paulo Guedes, disse, reconhecer que empresas do serviço público e que são eficientes não precisam ser privatizadas. “É para o debate ir para uma área mais racional.”

DEIXE COMENTÁRIO

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Nós usamos cookies neste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies, Política de privacidade e nossos Termos de Uso.
WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: