Coleta seletiva passa a ser em forma de arrastão a partir de segunda-feira, 13

 Departamento de Comunicação

A coleta seletiva, realizada pela Coocassis, adota a partir de segunda-feira, 13, um novo modelo de coleta, que é em forma de arrastão.


O novo modelo implica em o serviço não ser realizado porta a porta, quando as coletoras muitas vezes adentram as casas para pegarem o material e colocarem nos bags, para então serem recolhidos pelo caminhão.
A partir de segunda-feira, 13, os munícipes devem colocar os materiais recicláveis nas calçadas de suas casas nos mesmos dias em que eram recolhidos, que os coletores farão a coleta e depositarão diretamente no caminhão.


“A opção de suspensão da coleta porta a porta e do novo modelo de arrastão ocorre por conta das recomendações encaminhadas pelo Ministério Público para todos os municípios da região de ação do Núcleo Médio Paranapanema do GAEMA, e é uma resolução conjunta com a Coocassis, como medida preventiva. Nesse momento nós pedimos que as pessoas continuem fazendo a separação do lixo, pois não fazer causa um grande prejuízo ambiental e também econômico. Esse é um serviço essencial para a sociedade e para os próprios trabalhadores da Coocassis e não pode ser interrompido”, considera Fábio Nossack, secretário Municipal de Agricultura e Meio Ambiente.


O secretário informa ainda que os materiais coletados ficam estocados por um período de 4 dias, média de resistência do vírus nos materiais, para depois serem manipulados para comercialização.


Em relação ao impacto econômico, o secretário explica o que se segue: “Nós temos um contrato com a Coocassis que não será alterado nem suspenso, pois nós entendemos que esse é um momento de buscarmos o fortalecimento e valorização desses trabalhadores, que estão devidamente paramentados e seguindo todas as recomendações de prevenção ao COVID-19”.

DEIXE COMENTÁRIO

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: